It takes two to tango

Quantas vezes a vida não parece mais estranha do que a ficção? Isso é porque toda a ficção se inspira directamente na vida! É porque somos todos medricas que costumamos optar pela ficção. Só que este blog vai optar pela vida... ou algo assim...

sexta-feira, junho 29, 2007

Fascismo em Vieira do Minho

Em Vieira do Minho, que não em Santa Comba Dão, um médico recortou de um jornal uma notícia em que o ministro da Saúde afirmava nunca ter visitado um Serviço de Atendimento Permanente (SAP) - claro que não, que esses cavalheiros vão a clínicas privadas! -, juntou-lhe um comentário jocoso em que afirmava "Façam como o ministro, não venham ao SAP" e assim desencadeou mais um processo fascista que levou à exoneração e substituição da directora do Centro, Maria Celeste Cardoso, por um médico que, por acaso ou não, é verador do PS. Demitida por "quebrar o dever de lealdade", ao não ter imediatamente ordenado a remoção do terrível insulto! Parece que um bufozito qualquer sem pingo de vergonha nas trombas reclamou no Livro Amarelo criticando a exposição pública da fotocópia... Maria Celeste Cardoso, na sua ingenuidade, não agiu como a famigerada directora da DREN e tramou-se!
Acho que para elogiar Sócrates pelo facto de "finalmente alguém mandar em Portugal" só mesmo um miserável capitalista inculto como Joe Berardo... Até quando é que vamos permitir que o fascismo se instale desta forma, tolhendo a nossa liberdade em nome da liberdade dos bufos amarelo-rosa e dos capitalistas selvagens que se alimentam do nosso sangue?