It takes two to tango

Quantas vezes a vida não parece mais estranha do que a ficção? Isso é porque toda a ficção se inspira directamente na vida! É porque somos todos medricas que costumamos optar pela ficção. Só que este blog vai optar pela vida... ou algo assim...

sexta-feira, março 03, 2006

Ah, ganda PCP!


E eis que de vez em quando os capitalistas da banca, completamente a arrepio do facto de os portugueses mal terem para viver, se lembram de lhes tentar impingir a cobrança de taxas e comissões pela utilização do cartão multibanco, que tanto fomentaram, ao ponto de praticamente ninguém deixar de o usar! Não admira, aliás, que o tenham feito... A expansão imensa do cartãozinho ATM em Portugal permitiu-lhes e permite-lhes empregar muito menos mão-de-obra e realizar grandes poupanças (com os bancários a trabalhar a todo o vapor) que não existiriam de outra forma e servem para comprar muitos automóveis de luxo, muitas moradias de primeira e muitos mármores.
Temos que o confessar... Em quem podemos ainda confiar nestes momentos em que os barrigudos procuram reduzir-nos a uma ainda maior escravidão? No PSD? Não me façam rir. No PS? Demasiado ocupados a tramar-nos de outras formas. No BE? Hmmm, não... O importante é a legalização do haxixe, da prostituição e do aborto, o casamento homossexual e, claro, beber uns copos. Notem que nem me passou pela cabeça sequer mencionar o PP... Em quem podemos nós ainda confiar, então, nestes momentos tristemente recorrentes? Ah, ganda PCP! Não é preciso ser comunista para o exclamar alto e bom som.
O PCP apresentou, na Assembleia da República, um projecto de lei que visa proibir a cobrança de comissões ou taxas pela utilização dos cartões multibanco. A intenção é "proibir a cobrança de quaisquer quantias pelas instituições de crédito, a título de taxa ou comissão, pela utilização das caixas multibanco". Em declarações à TSF, o deputado comunista Honório Novo classificou a tentativa da banca de "desfaçatez e descaramento" e salientou que a iniciativa do seu partido tem por fim "cortar cerce qualquer tentativa do género". Desfaçatez e descaramento? Demasiado eufemístico, apesar de tudo... A banca vive à custa da exploração alheia (de clientes e funcionários), o que, se não é proibido por lei, é, tanto quanto nos conseguimos lembrar, merecedor das penas eternas do inferno segundo a Bíblia, ainda que, possivelmente, inúmeros responsáveis da banca se afirmem católicos e cristãos e não deixem de ir à sua missinha, pelo menos de quando em vez...


Imagem de http://serval.olivet.edu.

2 Comments:

At 7:07 da manhã, Blogger Kaos said...

Iniciou-se recentemente uma petição na net para impedir a prepotencia dos bancos ao quererem aplicar uma taxa ao MB. O endereço é:

http://www.petitiononline.com/bancatms/petition.html

Assina já. Obrigado

 
At 11:09 da manhã, Blogger Master Minder said...

Obrigado pela dica. :)

 

Enviar um comentário

<< Home