It takes two to tango

Quantas vezes a vida não parece mais estranha do que a ficção? Isso é porque toda a ficção se inspira directamente na vida! É porque somos todos medricas que costumamos optar pela ficção. Só que este blog vai optar pela vida... ou algo assim...

segunda-feira, novembro 27, 2006

Sócrates entre o céu e o inferno

O primeiro ministro, José Sócrates, está a dar um tranquilo passeio quando é atropelado por um condutor das corridas da Ponte Vasco da Gama e morre.

A alma dele chega ao Paraíso e dá de caras com São Pedro na entrada.

"Bem-vindo ao Paraíso!", diz São Pedro. "Antes que você entre, há um problemazito... Raramente vemos políticos por aqui, compreende… então, não sabemos bem o que fazer consigo".
"Não vejo problema nenhum, basta deixar-me entrar", diz o antigo primeiro ministro José Sócrates.
"Eu bem gostaria de o deixar entrar senhor Engenheiro, mas tenho ordens superiores… Sabe como é… Vamos fazer o seguinte: o Senhor passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso.Depois, poderá escolher onde passar a eternidade".
"Não é necessário, já resolvi. Quero ficar no Paraíso", diz o ex-primeiro ministro.
"Desculpe, mas temos as nossas regras".

Assim, São Pedro acompanha-o até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.A porta abre-se e ele vê-se no meio de um lindo campo de golfe.
Ao fundo, o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais trabalhara.Todos muito felizes e bem vestidos. Ele é saudado, abraçado e todos começam a falar sobre os bons tempos da riqueza à custa do povo. Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.Quem também está presente é o diabo, um tipo muito amigável quepassa o tempo a dançar e a contar piadas.Eles divertem-se tanto que, antes que ele perceba, já está na hora de partir. Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe. Ele sobe, sobe, sobe e a porta abre-se outra vez. São Pedro está a sua espera.

Agora é a vez de visitar o Paraíso.

Sócrates passa 24 horas no paraíso, junto a um grupo de almas alegres que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando.
Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia chega ao fim e São Pedro regressa.

" E então? Passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso. Agora escolha a sua casa eterna."
Ele pensa um minuto e responde:
"Olhe, eu nunca pensei ... vir a tomar esta decisão… O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar muito melhor no Inferno."

Então São Pedro abanando com a cabeça, leva-o de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta abre-se e ele vê-se no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo e com um cheiro horrível.Ele vê todos os seus amigos com as roupas rasgadas e muito sujas, catando o entulho e colocando-o em sacos pretos, repara que por vezes os amigos se combatem por pedaços de comida podre.O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do Primeiro Ministro.
" Não estou a entender!?", - gagueja Sócrates - "Ainda ontem cá estive e havia um lindo campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançámos e divertimo-nos sem cessar. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo mal cheiroso e os meus amigos totalmente arrasados!"
O diabo olha pra ele… sorri ironicamente e diz:
"Ontem estávamos em campanha.Agora, que conseguimos o seu voto... eis a realidade"...

2 Comments:

At 10:38 da tarde, Blogger Maria P. said...

Mais uma de Mestre!

beijinho:)

 
At 4:40 da tarde, Blogger Master Minder said...

Olá... Mil obrigados pelo elogio, mas este, na mais elementar justiça, não me cabe. Isto foi criado por algum brasileiro e eu limitei-me a desbrasileirar a linguagem. Enfim, achei que estava tão bem achada que tinha que a colocar aqui... Beijinho. :)

 

Enviar um comentário

<< Home