It takes two to tango

Quantas vezes a vida não parece mais estranha do que a ficção? Isso é porque toda a ficção se inspira directamente na vida! É porque somos todos medricas que costumamos optar pela ficção. Só que este blog vai optar pela vida... ou algo assim...

quarta-feira, setembro 07, 2005

Efeitos positivos do tabaco na saúde

Embora eu me confesse prazeirosamente fumador, achei que este estava suficientemente engraçado para incluir aqui. Por mais científico que um estudo vos pareça, olhem sempre para as diferentes faces de uma moeda. Mas, que diabo, nem sequer estamos a falar de moedas. Estamos a falar de cigarros. Começo a devanear. O Master aconselha-vos a fumar, ou não fosse o Master mefistofélico. Mas como são livres de fazer o que bem entenderem, também são livres de não fumarem... desde que não contem ao Master ou a vingança será atroz!
Anjinho: Não fume, fumar prejudica gravemente a sua saúde e a dos que o rodeiam, se está grávida: fumar prejudica a saúde do seu filho, fumar bloqueia as artérias e provoca ataques cardíacos e enfartes, fumar mata, fumar pode provocar morte lenta e dolorosa, etc., etc.
Diabinho: Vá lá, a vida é um jogo, não queres jogar? Afinal o que é que és, uma menina pessimista, pronta a ouvir tudo o que uma coisa sem sexo, sem barba e com asinhas de borboleta, que nem sequer deveria falar do que não conhece porque tem medinho demais para tirar uma passita e que nem sequer vida social tem, fora os encontros da congregação dos comedores de hóstias, te diz? Relaxa! Fuma! Tens montes de personalidade, se quiseres até só fumas nos dias de festa!

Centro de Investigação da Indústria Tabaqueira: Excelentes estatísticas para a saúde - os fumadores têm menores probabilidades de morrer devido a doenças relacionadas com a idade.


Imagem de Chris Madden em www.goma.demon.co.uk.

4 Comments:

At 6:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Por acaso até só fumo nos dias de festa... Ando nisto há mais de três anos. Curioso. Começar a fumar aos 25. Não é normal. Ou até é sei lá. E já nem me alembra como tudo começou: se foi com uma amiga, um ex namorado, sozinha, em stress, ou em comemoração. Hum... Acho que foi com um amigo muito intímo... Sim. Daqueles com quem se pode e se faz tudo. Que nos conhecem da frente para trás. E com quem somos nós mesmos, sem preocupações ou barreiras, e com quem apetece apanhar «bubas» e fumar um cigarrito.
Ah! Mas como sabe bem! Estou até há umas semanas sem fumar, mas quando pego num cigarrito volta e meia dá-se-me um prazer magnifico. Quase sexual diria. Ou nem tanto.
Agora. Até estou disposta a ouvir o anjinho... (Para mim ele tem sexo... É menino) Um imberbe anjinho de caracois loiros e olhos azuis pode-me ensinar muita coisa... Ou eu a ele quiça!
O cigarro pode ficar para depois.

 
At 9:13 da tarde, Blogger Master Minder said...

É possível, sim senhor, eu sei. Só não é muito normal. Um amigo meu, um grande amigo meu, um diabrete da sexta sala do quinto dos infernos, pois claro, só fuma nos dias em que ensaiamos - ah, não sabias que eu tocava? Pois não... Tenho que escrever alguma coisa sobre música um dia desses, mas primeiro tenho que ver em que é que hei-de cascar na música... Talvez na mania que o rap é "fixe", "cultural" e mais não sei o quê. Bom retomo... Nesses diasm farta-se de fumar. E depois passa a semana inteira caretita de todo.Àcho giro. Eu, pelo contrário, apesar de meia dúzia de curas na clínica Betty Ford, sempre que passo em frente a um café, uma tabacaria, uma tasca, um restaurante, não me contenho. Entro, certificando-me de que ninguém conhecido me viu entrar, e sussurro para o empregado (ou para a máquina, que as máquinas também têm algum tipo de vida própria. São, por exemplo, teimosas - quando avariam, teimam em não se deixar consertar): "Fale baixo, por favor... Dê-me um SG Lights. Não, d~e-me antes dois. Hmmm, não, três..." "Não estará a exagerar?", pergunta-me ele, com uma expressão de grande seriedade, do alto dos seus bigodes farfalhudos. "Não, não, não... Não entendeu... Um é para um colega, outro para uma colega e outro para...erm...o meu cão, o cão que fuma, aquele que inspirou aquele restaurantezito no Porto chamado precisamente O Câo que Fuma".
Bom, posto isto e desvendados aqui os segredos mais íntimos do Master, sempre te pergunto: um anjinho imberbe, loiro e de olhos azuis? Oh rapariga, mas isso não se aproxima assim um pouco da pedofilia? O rapazinho já tem carta de condução e tudo? Já parou de arrotar para mostrar que é machinho? Ou arrota baixinho porque é anjinho? Bom, eu aconselhava-te um tipo mais maduro, mas como o Master sempre diz, cada um come do que gosta. E assim é. Espero que encontres o céu! ;)))))

 
At 10:15 da tarde, Anonymous P. B. said...

Agradeço o link ao meu Blog e tambem já te adicionei no meu.
Muito interessante o teu blog.

 
At 12:58 da manhã, Blogger Master Minder said...

You're welcome!

 

Enviar um comentário

<< Home