It takes two to tango

Quantas vezes a vida não parece mais estranha do que a ficção? Isso é porque toda a ficção se inspira directamente na vida! É porque somos todos medricas que costumamos optar pela ficção. Só que este blog vai optar pela vida... ou algo assim...

segunda-feira, agosto 29, 2005

Relembrando Dan Quayle

Ok. Talvez já ninguém se lembre do fantástico Dan Quayle, 44º vice-presidente dos Estados Unidos, durante o mandato de George Bush (pai). A memória é curta, o que é um facto. É como... sei lá... anda para aí tanta gente convencida de que o Cavaco foi um primeiro-ministro fabuloso e que, a pulso, levou o nosso país a picos de sucesso nunca sequer imaginados ou ainda, pior, que é um tipo simpático só porque nos últimos tempos resolveu mostrar clara e permanentemente ao país que usa o dentífrico perfeito e até tem poucos dentes postiços. Ou... anda tanta gente convencida de que o Mário Soares foi um excelente presidente, só porque é um tipo assertivo e porque temos uma tradição de presidentes à esquerda, mas ninguém se lembra como ilegalmente se sobrepôs à lei mandando com total falta de educação os agentes da ordem embora durante um célebre passeio de autocarro, por exemplo. O nosso, mais que claramente, reizinho. Mas é curta, oh se é, essa coisa a que se dá o nome de memória!... Já agora, de que é que estava a falar? Ah, que já ninguém se lembra do Dan Quayle. Mas a verdade é que se trata, talvez, do único ser à face do planeta que seria capazmente capaz de desafiar o W. Bush para um combate cerrado no ringue dos descalabros verbais. Claro, perderia... O nosso amigo George é imbatível. Há seres humanos dotados muito, muito acima da média e, quanto a isso, fazer o quê? Mas o Quayle também é giro!


CITAÇÕES DE DAN QUAYLE


Adoro a Califórnia. Basicamente cresci em Phoenix. (Arizona)

Se não formos bem sucedidos, arriscamo-nos ao fracasso.

O futuro será melhor amanhã.

Não queremos voltar a amanhã, o que queremos é avançar.

Fiz bons julgamentos no passado. Fiz bons julgamentos no futuro.

As pessoas que são mesmo muito estranhas podem chegar a posições importantes e ter um impacto tremendo na história.

Temos um compromiso firme com a OTAN. Somos parte da OTAN. Temos um compromisso firme com a Europa. Somos parte da Europa.

É chegado o momento de a raça humana entrar no sistema solar.



Marte está essencialmente na mesma órbita... Marte está mais ou menos à mesma distância do Sol, o que é muito importante. Vemos imagens onde há canais e água. Se há água, isso significa que há oxigénio. Se há oxigénio, isso significa que podemos respirar.

O Holocausto foi um período obsceno na história da nossa nação. Quero dizer, na história deste século. Mas todos nós vivemos neste século. Eu não vivi neste século.

Com toda a franqueza, os professores são a única profissão que ensina os nossos filhos.

Meus amigos, por mais duro que o caminho possa ser, podemos e nunca nos renderemos ao que está certo.



Mereço respeito pelas coisas que não fiz.

Acontece que sou um presidente Republicano... ah, o vice-presidente.

É maravilhoso encontrar-me aqui, no grande estado de Chicago. (Illinois)

Trata-se de um óptimo livro histórico sobre história.

Quem joga bowling vota. Os jogadores de bowling não são a elite cultural.


Infelizmente, as pessoas da Luisiana não são racistas.

Os Estados Unidos têm um interesse vital nessa parte do país. (América Latina)

Os falhanços bancários são causados por depositantes que não depositam dinheiro suficiente para cobrir as perdas devidas à má gestão.

Deixem-me dizer-vos... Equanto percorríamos o armazém, Marilyn e eu sentimo-nos verdadeiramente impressionados com todo o tipo de pequenas coisas que se podem obter para o Natal. E todas as pessoas que lá estavam para ajudar, estavam vestidas com coisas que diziam "Eu acredito no Pai Natal". E eu só conseguia pensar: "Eu acredito em George Bush".



E assim fica colmatada mais uma das terríveis falhas a que a nossa memória de teflon nos impele. Justiça feita, sempre há gente digna de ser lembrada! Beijocas e mordidelas do vosso Master.

4 Comments:

At 6:48 da tarde, Anonymous Maria Alice said...

Esta coisa é demasiado verde para o meu gosto. Prefiro os lixos tóxicos, as chuvas ácidas e a revolucionária estratégia energética de Tchernobyl (é assim?). A treta da reciprocidade está feita.

 
At 7:03 da tarde, Blogger Master Minder said...

Mariazita, adoro quando me tratas com reciprocidade, é assim que eu gosto! Não significa que esteja sempre disponível para ti mas, já sabes, somos um pouco como o JP Sartre e a S de Beauvoir, sendo que eu sou o Sartre, lol. De resto, sabes bem que o verde está na moda, que inclusive o verde alface foi uma cor tipicamente na berra durante este Verão que ainda não acabou (apesar de o tempo estar armado em esperto) e vê lá se me queres vestir o blog de fato e gravata cinzentos ou o diabo! Não. Já sabes que não pode ser. Muito obrigado por acompanhares permanentemente e com tanto interesse o meu humilde blog. Beijinhos onde mais quiseres... Teu Master.

 
At 12:36 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Ai valha-me Deus!
Coitadito do Srº Dan Quayle!
Um cidadão preocupado e esforçado, que deu a cara e o corpito pelo seu país, mesmo sofrendo de graves limitações cerebrais - um QI muito baixo (a competir com o do Bush verdade) e resvalando para a incapacidade mental per si, e mesmo assim o Master "bate no ceguinho"!! Shame on you!!
Creio que muitos (como eu) dão valor ao esforço titânico levado a cabo pelo Sr Dan!! Levou muito tempo a que ele conseguisse fazer aquele gesto com a mão que demonstra na fotografia... E mesmo assim ainda não ficou perfeito. Há que apreciar o esforço.
E já quanto aos comentários caseiros:
O Srº Mário Soares, após pesquisa aturada, verificou que em nenhum lar decente havia um grupo de teatro em que o mesmo se pudesse inserir convenientemente. Pelo que foi acolhido noutro. É perfeitamente concebível.
Já o Srº Cavaco... Brrr! Não entra no meu goto nem com dentes postiços, ou com vassoras estrategicamente colocadas na espinha e um passeiozito à beira mar com a sua Maria... Mas enfim. Infelizmente parece-me que será este o próximo presidente (ou democraticamente eleito ou puxando o tubo do soro do Mário).
Até tremo!

 
At 1:47 da manhã, Blogger Master Minder said...

Muito obrigado pelo teu comentário que tanto apreciei. Reconheço... Por vezes posso ser um pouco cruel, momeadamente para quem desenvolveu um esforço titânico e muito justamente disse: "Mereço respeito pelas coisas que não fiz". Mas ´reconheça-se igualmente que, entre coisas mais seriamente culturais e filosóficas, é esse também o papel do Master: trazer as verdades à luz do dia, porque são verdades, porque há que aproveitar enquanto os dias não se encurtam e porque os amigos devem dizer as verdades por chocantes que sejam e eu sou vosso amigo.
Também apreciei os comentários mais nacionais mas, embora concorde, tenho a dizer que o Soares também me dá os tremeliques. Mas é para o que estamos e quem dá o que tem a mais não é obrigado, para além de, com toda a honestidade, o bacalhau da vizinha ser sempre melhor que o da minha, ou lá o que seja.....
Mas se queres mesmo saber, acho que o significado profundo deste memorial ao Danito foi o cartoon final, nomeadamente quando ele se volta e candidamente diz: "Potatoe". Esse é um dos seus melhores episódios mas neste cartoon, de cada vez que olho para o último quadrado, não sei, rio-me sozinho - e com gosto. Fraquezas do vosso Master...
Beijitos e abraços.

 

Enviar um comentário

<< Home